A Disney é diferente

Novo filme da Disney Rapunzel

Por: Natália Löff

Ultimamente os estúdios Disney tem se mostrado um tanto inovador. Tanto com relação a tecnologia, quanto com relação ao roteiro das histórias. A Disney que ficou famosa por seus personagens mágicos encantadores, princesas indefesas, príncipes que as salvam e todos que vivem felizes para sempre, agora resolve ser a exceção da sua própria criação.

Na trilogia de “piratas do caribe” os piratas, que antes eram os vilões de Peter pan, viram os mocinhos, os caçados, os fora da lei mais queridos do mundo. Depois veio o filme “Encantada”, onde a princesa encantada cai no mundo real e acaba no meio de Nova York a procura dos sete anões. Ela se apaixona por um pai solteiro e depois de esquecer de seu príncipe encantado, a princesa nada indefesa acaba por virar a heroína da história ao salvar o seu amado humano da bruxa malvada.

Alice no Pais das Maravilhas

Depois veio Alice no pais das mais loucas maravilhas, um filme escuro e nada “fofo” onde muitos dos personagens vivem em profunda depressão. Alice, que sempre obedecia às ordens dadas pelas criaturas, fala por si própria e resolve voltar para sua terra para não se casar, mas sim assumir os negócios do pai falecido e viajar pelo mundo sozinha.

A próxima história que será modificada e lançada pela Disney é a da “pobre” Rapunzel, que na história original foi capturada por uma bruxa malvada e “criada” no alto de uma torre até que seu príncipe a salve e eles vivem felizes para sempre. Já a nova Rapunzel, faz altas acrobacias e prende seu príncipe com as tranças, achando que ele pode roubar algo de seu quarto.

O romance ainda está presente, mas as mulheres Disney estão muito mais fortes, independentes e valentes que antes. O mundo mudou e a Disney sabe muito bem disso.

Hello world!

Clique na editoria que você  quer ler